Grupo de Orações online

Um outro caminho (Devocional – 24 de Maio)

Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante do que a comida, e o corpo mais importante do que a roupa?” (Mateus 6.25)
Conta-se que um homem, empreendedor muito bem sucedido, por recomendação médica refugiou-se num pequeno sítio, numa região rural. Ele precisava descansar e reduzir o nível de estres, longe da internet e do celular. Forçado pelas condições ele foi. O lugar era muito agradável e a família que o recebeu, muito carinhosa. Depois de alguns dias já se sentia renovado e, grato por um acolhimento tão especial, desejou fazer algo pelo dono do sítio. Teve então a seguinte conversa: “Esta sua propriedade pode lhe render muito dinheiro. Se você quiser posso lhe ajudar. Podemos atrair muitas pessoas para cá e você ficaria rico.” “Mas, para que eu iria querer fazer isso?”, perguntou o proprietário. “Com dinheiro você pode comprar uma casa na cidade e ter mais conforto, ter um carro novo e muitas outras coisas!”
Então o homem olhou para o horizonte, pensou por alguns instantes e disse: “O que o senhor veio fazer aqui?” O empresário respondeu: “Sou um homem muito bem sucedido e vim buscar um pouco de tranquilidade pois meu trabalho envolve muito estres e eu estava a ponto de adoecer.” E aí o sitiante respondeu: “Pois é! Eu acho que se eu fizer o que o senhor está dizendo, vou acabar chegando exatamente onde o senhor chegou! Então, muito obrigado. Eu já tenho tudo que preciso!” Lacan dizia que somos seres “desejantes”, destinados a incompletude, e isso é o que nos faz caminhar. Isso é verdade, mas não é toda verdade. Jesus veio a nós e disse que nele temos vida, e vida plena, completa! Com Ele encontramos os melhores motivos para caminhar. Nele somos inspirados pelo amor a Deus e ao próximo.
Nossas preocupações dizem muito sobre nossos valores e anseios. Na vida não basta inteligência, é preciso sensatez, sabedoria. Não precisamos desprezar o dinheiro ou a alegria de conquistar e possuir. Mas, sem a graça de Jesus, não chegaremos a lugar algum que nos realize. Muitas vezes nosso estilo de vida é o de quem está ganhando o mundo e perdendo a alma! E Jesus já disse que este é um péssimo negócio! O Evangelho de Jesus é o anuncio de um outro caminho para a vida. Ele exige mais, mas retribui incomparavelmente mais! A porta é apertada, mas é possível a todos passarem por ela. O caminho é estreito, mas é o único em que somos realmente livres. Você já o encontrou? Tem andado por Ele?