Grupo de Orações online

Simples e pura devoção a Cristo (Devocional – 15-Jan)

O que receio, e quero evitar, é que assim como a serpente enganou Eva com astúcia, a mente de vocês seja corrompida e se desvie da sua sincera e pura devoção a Cristo.” (2 Coríntios 11.3)

 

Dev215Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida. Essas são palavras dele mesmo. E acrescentou: “Ninguém vem ao Pai, senão por meu intermédio” (Jo 14.6). Segundo Jesus, há apenas um caminho para o Pai e, consequentemente, para uma espiritualidade saudável. Entenda “saudável” como apropriada, adequada à nossa natureza, espiritualidade para a qual formos criados. Enfim, uma espiritualidade verdadeiramente voltada para o Deus das Escrituras. Todavia, há muitos caminhos pelos quais podemos nos desviar dessa espiritualidade. Todo caminho que não está centrado em Cristo, segundo o próprio Cristo, é um desvio. Por isso Paulo voltou-se para o Gênesis e trouxe de lá o relato de Moisés em que Eva, diante de falsas promessas feitas pela serpente, descreu da orientação simples e clara do Criador: “não coma do fruto daquela árvore”.

Paulo disse aos cristãos de Corinto que o mesmo poderia acontecer com eles em relação à sua devoção a Cristo. A serpente ofereceu a Eva uma explicação melhor sobre a árvore proibida. Ofereceu-lhe um upgrade, que fazia muito mais sentido, que se encaixava melhor com suas pretensões e lógica, com muito mais vantagens! Assim como havia acontecido com os cristãos da Galacia, os de Corinto estavam sendo assediados por ideias e ensinos estranhos ao Evangelho. Ainda hoje é assim. O perdão e o amor de Deus não são bastantes. Há quem diga que é preciso algo mais. E neste algo mais, muitas vezes, a própria pessoa é desrespeitada como ser humano. Feridas emocionais que precisavam ser tratadas com respeito e amor, são espiritualizadas e tratadas por mecanismos de batalha espiritual. Tudo pela fé, tudo com base em textos bíblicos. Vivemos um tempo de grande confusão quanto a estas coisas.

Num mundo com tantas mentiras, não é difícil que ilusões brotem por todos os lados. E a igreja não está imune a elas! Num mundo que está fortemente influenciado pelo mal (1 Jo 5.19), a verdade não tem vida fácil e, muitas vezes, nem mesmo parece verdade, diante da massa de meias verdades que a ilusão produz. E também a igreja está sujeita a meias verdades resultantes de ilusões sobre Deus e a vida. Precisamos ter cuidado e, como cristãos, buscar com dedicação e temor a sincera e pura devoção a Cristo. A evidência de que estamos no caminho certo é quem estamos nos tornamos e, especialmente, o modo como agimos em relação ao nosso próximo, inclusive aqueles que nos ferem. Em 2016, desejo-lhe profundas experiências como fruto de uma pura e sincera devoção a Cristo. Ele é suficiente! Que a graça do nosso Senhor Jesus Cristo esteja com você.