Grupo de Orações online

Restauração (Devocional – 13 de Maio)

“Ó Senhor, dá palavras aos meus lábios, e a minha boca anunciará o teu louvor.” (Salmos 51.15)

Nossa condição como pecadores não significa que cada e toda coisa que fazemos, ou pensamos, seja pecado. Mas que estamos sujeitos a, por diversas razões, abrigar pensamentos, adotar atitudes ou praticar ações em direta oposição à vontade de Deus e ao Seu caráter. Mal comparando, é como a relação entre nosso corpo e as bactérias. Somos habitados por uma infinidade delas que, sob as condições adequadas não nos fazem mal. Mas há outras e há entre essas mesmas que nos habitam o risco de aumentarem a quantidade de forma a colocar nossa saúde em risco. Quando nosso sistema imunológico sobre declínio, isso acontece. Compreende o que quero exemplificar?

Não podemos impedir um mal pensamento de surgir, mas podemos desalojá-lo o quanto antes. Se não o fizermos ele produzirá frutos: mais pensamentos, atitudes e ações. Na linguagem de Tiago: “Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte.” (Tg 1.14-15) E quando isso acontece perdemos nossas expressões de adoração. Não se tratam apenas do que falamos, mas de como falamos, de nossa comunhão com Deus. Sem comunhão não há adoração. É o perdão que nos refaz e produz o renascimento do que foi perdido. Davi está pedindo por isso no verso de hoje.

Ele, um poeta e músico, que dava voz a seus sentimentos e anseios por Deus com tanta facilidade, sentia-se vazio de palavras devido ao seu pecado. Aquele a quem ofendeu com a transgressão era quem poderia restaurar sua adoração – o próprio Deus. Por isso jamais devemos nos esconder de Deus ou pensar que o melhor é nos afastarmos quando fracassarmos em nossa atitudes, pecando. Se assim agirmos estaremos nos afastando do único que pode nos restaurar. E Deus sempre está pronto a nos restaurar. Ele é cheio de misericórdia. Sua graça é abundante e onde o pecado é grande, maior ainda é Sua graça. Se você está “caído” ou vier a cair, imite Davi: corra para Deus.