Grupo de Orações online

Receba o Espírito Santo – (Devocional 22 de maio)

Leitura dos Atos dos Apóstolos (At 19,1-8)
Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo atravessou as regiões montanhosas e chegou a Éfeso. Aí encontrou alguns discípulos e perguntou-lhes: “Vós recebestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé?” Eles responderam: “Nem sequer ouvimos dizer que existe o Espírito Santo!”
Então Paulo perguntou: “Que batismo vós recebestes?” Eles responderam: “O batismo de João”. Paulo disse-lhes: “João administrava um batismo de conversão, dizendo ao povo que acreditasse naquele que viria depois dele, isto é, em Jesus”. Tendo ouvido isso, eles foram batizados no nome do Senhor Jesus.
Paulo impôs-lhes as mãos e sobre eles desceu o Espírito Santo. Começaram então a falar em línguas e a profetizar.  Ao todo, eram uns doze homens.  Paulo foi então à sinagoga e, durante três meses, falava com toda convicção, discutindo e procurando convencer os ouvintes sobre o reino de Deus.
– Palavra do Senhor. Graças a Deus.

O Espírito Santo é o dom mais sublime, a graça necessária, é Aquele que opera em nós os dons de Deus

Palavra de Deus, hoje, chama-nos à atenção para o quanto precisamos nos catequizar, evangelizar e instruir os outros para que conheçam a pessoa do Espírito Santo. Não que o Espírito seja uma novidade, que passou a existir neste ou naquele momento. O Paráclito é aquela estrela maravilhosa, que sempre existiu no céu e, quando descoberta, tornou-se uma grande riqueza. Ele não passou a existir quando foi descoberto, na verdade, muitas vezes, por ignorância ou falta de informação, por não nos abrirmos à sua graça e aos seus dons não tenhamos consciência dessa pessoa da Santíssima Trindade, na qual, todos fomos batizados. Alguns.

A graça do Espírito Santo nos foi dada pelo nosso batismo, foi confirmada em nossos corações com Seus dons e O recebemos todas as vezes que O invocamos, quando oram sobre nós, quando suplicamos que venha sobre nós. Quanto mais mergulhamos no mistério do Espírito, mais queremos nos tornar íntimos dele.

O Espírito é o dom mais sublime, a graça necessária, é aquele que opera em nós os dons de Deus. Desse modo, precisamos não só recordar tudo aquilo que aprendemos e estudamos, que nos ensinaram sobre o mistério do Espírito, mas se trata de um mistério infindável tão profundo. É mergulhar no oceano do Espírito, e quanto mais fundo mergulhamos, mais queremos e precisamos ir. São riquezas insondáveis à graça e o dom do Espírito Santo!

Meus irmãos e irmãs, não tenhamos medo, busquemos ser ousados e mergulhemos na graça do Espírito que recebemos. Levemos essa graça aos outros, recordemos de nossos irmãos batizados.

Se entregar ao domínio do Espírito Santo de Deus onde você estiver, fale do Espírito, invoque-O e comunique essa graça ao outro. Não tenha receio de clamar pelo poder do Espírito no seu trabalho, no seu convívio familiar, nos grupos aos quais pertence. Não tenha medo de invocar essa ação, de pedir que Ele venha sobre todos.

A Igreja nasceu do Espírito, vive n’Ele e Ele a conduz. A nossa vida não pode ser diferente, porque renascemos e somos conduzidos pelo Espírito. Precisamos submeter, cada vez mais, a nossa vida ao poder do Espírito Santo de Deus!