Grupo de Orações online

Para ver o Reino de Deus (Devocional – 12 de Abril)

“Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo.” (João 3.3)
A mensagem pregada por Jesus anunciou o Reino de Deus. O Reino de Deus diz respeito à presença de Deus e à vida que provém de Sua vida, ao amor que provém de Seu amor, à justiça que provém de Sua justiça, e tudo mais. Dos lábios de Jesus as pessoas ouviram: o Reino de Deus está próximo (Mc 1.15), está acessível, foi trazido a nós e oferecido a todos – Deus amou o mundo! Ouviram também: o Reino de Deus chegou (Mt 12.28), não se trata mais de promessas, mas de fato. Não seria para depois, mas para agora. Ele aconselhou que buscassem o Reino de Deus (Mt 6.33) em primeiro lugar e advertiu aos ricos que tivessem cuidado com o apego às suas riquezas ao ponto de desprezarem o Reino (Mt 19.24). O ensino de Jesus sempre colocou seus ouvintes diante do Reino e os desafiou a crer.

Nicodemos procurou Jesus à noite e aproximou-se dizendo: “Mestre, sabemos que ensinas da parte de Deus, pois ninguém pode realizar os sinais miraculosos que estás fazendo, se Deus não estiver com ele” (Jo 3.2). Mas Jesus o confrontou declarando: “Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo.” Em outras palavras: “Você acha que sabe quem eu sou por causa dos milagres que fiz. Mas a verdade é que você ainda não tem olhos para ver o que provém do Reino de Deus. Somente quem nasce de novo pode reconhecer o que vem ou não do Reino de Deus.” Seria preciso uma mudança profunda, um recomeço, uma renovação na vida de Nicodemos para que pudesse conhecer e experimentar o Reino de Deus e seu Messias. Algo tão radical que inauguraria uma outra vida, uma vida nova.

Nicodemos não poderia realizar por si mesmo o seu novo nascimento, assim como nenhum de nós pode. Nascer de novo é algo realizado por Deus em nós. É mais do que podemos entender, só podemos crer. Diz respeito a sermos envolvidos e habitados pelo Reino de Deus. É resultado do grande amor de Deus por nós. O Reino de Deus é o Reino da Graça: nele pecadores são amados  e recebidos como santos. São perdoados e recebem uma nova identidade: filhos de Deus. Nicodemos não tinha condições de ver o Reino de Deus pois é um Reino que só se pode ver se estamos do lado de dentro, se nos tornamos parte dele. Quem vê o Reino de Deus jamais vê a vida, a si mesmo e ao próximo, do mesmo jeito. O Reino nos transforma e nos dá novos olhares. Diante do Deus que nos ama e que recebe como Seus, é impossível continuar sendo a mesma pessoa.