Grupo de Orações online

Ore mais (Devocional – 23-Fev)

“De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus levantou-se, saiu de casa e foi para um lugar deserto, onde ficou orando.” (Marcos 1.35)

Dev215A Bíblia tem o registro de muitas orações. Ana orou angustiada porque não tinha filhos. Jacó orou pedindo que Deus o fizesse bem sucedido em sua jornada à casa dos parentes de sua mãe. Davi orou por vitórias em suas lutas, confessando seus pecados e adorando a Deus. Encontramos muitas de suas orações nos salmos que escreveu. Paulo e Silas oraram juntos enquanto estavam presos. A lista é enorme. Para mim, os mais importantes registros de oração referem-se a Jesus. Há registros de Jesus levantando-se de madrugada para orar. Houve ocasião em que ele passou a noite inteira orando (Lc 6.12). Por que Jesus orava tanto e o que significava a oração para Ele? Há apenas uma oração de Jesus que ficou registrada. Ele a repetiu três vezes, dizendo as mesmas palavras: “Pai, se queres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a tua” (Lc 22.42).

Nas Escrituras e na história pessoas oraram e oram por sentirem-se necessitadas. Nossas fragilidades e problemas nos levam a orar. O medo nos leva a orar, bem como a dor e a angústia. Quereremos respostas e sabemos que Deus as tem para nós. Então oramos! Alguns dizem que nada melhor do que uma boa dificuldade para que oremos. Jesus ofereceu aos seus discípulos uma oração modelo, que todos conhecemos. Nela há pedidos, compromissos e adoração. Antes de ser preso e crucificado, Jesus levou Tiago, João e Pedro para o Getsêmani e pediu que orassem, enquanto Ele próprio se afastaria um pouco para orar também. Mas eles dormiram. Jesus então lhes disse : “Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca.”(Mt 26.41). Jesus via o que eles não viam. Tempos difíceis haviam chegado, mas eles ignoravam isso.

Somos míopes para a vida. Jesus não. Não temos clareza dos reais desafios que nos envolvem e o quanto nossa natureza humana é frágil e suscetível ao mal. Jesus tinha. Estamos sempre atrasados para orar. Oramos para remediar e quase nunca para prevenir, como aconselhou Jesus. Oramos em busca de nossa vontade e temos dificuldades em nos submeter à vontade de Deus se ela contraria a nossa. Precisamos orar mais e precisamos orar melhor. E não sei se chegaremos a orar melhor sem que nos dediquemos a orar mais. Mas talvez devamos usar menos palavras e ao usarmos, que elas falem de nossa alma. Talvez devamos tentar escutar mais e escutar melhor, tendo o cuidado para não confundir a voz do nosso coração com a de Deus. Mas tudo isso só será possível se orarmos mais. Não devemos esperar a dor. Já temos razões bastantes para orarmos mais.