Grupo de Orações online

O lugar e o valor (Devocional – 13-Jan)

“E então lhes disse: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.” (Marcos 2.27)

 

Dev215Jesus desagradou muitas vezes os fariseus e demais líderes religiosos judeus. E um dos pontos de maior conflito foi a guarda do sábado. Certa vez Ele vinha com seus discípulos e passaram por uma lavoura de cereal e, enquanto caminhavam, os discípulos começaram a colher espigas. Os fariseus então questionaram Jesus: “Olha, por que eles estão fazendo o que não é permitido no sábado?” (Mc 2.24). Jesus então lançou mão do relato de 1 Samuel 21, quando Davi, faminto, foi alimentado pelo sacerdote Aimeleque com os pães que eram consagrados, chamados de Pão da Presença. Somente os sacerdotes deviam comer deles. Era o que estabelecia a Lei. Em seguida Jesus declarou:  “o sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado”, colocando o ser humano acima do sábado. Jesus aplica um princípio de valor que os fariseus não conseguiram entender e que muitos de nós, ainda hoje, não entendemos.

Os Pães da Presença eram preparados e colocados cerimonialmente diante de Deus. Eram substituído regularmente e eram santos, por isso permitido apenas aos sacerdotes. Mas a vida de Davi tinha mais valor do que este aspecto da liturgia dada por Moisés, conforme lhe foi entregue por Deus. Davi e seus homens comeram e não houve punição ou maldição. Os pães estavam lá por causa das pessoas, para ajuda-las a lembrarem-se de Deus, de sua grandeza e santidade e não por causa de Deus! Sem as pessoas, o Pão da Presença de Deus não faria sentido algum para a história. O mesmo é verdade em relação ao sábado. Foi estabelecido como uma forma de aproximar as pessoas de sua devoção a Deus. Deus o deu para ajudar as pessoas a viverem melhor suas vidas. Jesus chegou e criticou a guarda do sábado porque havia se tornado um fim em si mesma, como as vezes o nosso templo com os ritos e formalidades que desenvolvemos tornam-se um fim em si mesmos e os colocamos acima das pessoas. E, em respeito às formalidades, desrespeitamos pessoas!

O sábado foi feito por causa do homens e não o homem por causa do sábado. O sábado deve servir ao homem e não o homem ao sábado. Jesus veio e nos trouxe o Reino de Deus para todos os dias da semana. O sábado foi destronado e o domingo não foi colocado em seu lugar! A vida e todos os dias da semana passaram a ser dia de culto, dia de adoração.  A perspectiva cristã é holística, não é parcial. Precisamos aprender o devido lugar de nossas regras religiosas, de nosso dia e de nosso lugar de reunião, assim com de tudo mais que fazemos em nossa liturgia de adoração a Deus. Tudo isso foi feito por causa do ser humano e deve servir ao propósito de ajudar o ser humano a conhecer e andar com Deus. Essas coisas são passageiras e podem se repensadas. Pessoas são indispensáveis. Em 2016, que sua adoração tenha raiz no amor à Deus e às pessoas. Isso é que dará sentido ao dia de ir ao templo, ao templo e a tudo mais. Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com você!