Grupo de Orações online

Nossa fé e o Espirito Santo (Devocional – 16-Jan)

“Nele, quando vocês ouviram e creram na palavra da verdade, o evangelho que os salvou, vocês foram selados com o Espírito Santo da promessa, que é a garantia da nossa herança até a redenção daqueles que pertencem a Deus, para o louvor da sua glória.” (Efésios 1.13-14)

 

Dev215Viver a vida cristã num nível que esteja além dos ritos e das aparências é algo que só é possível com a ajuda do Espirito Santo de Deus. Temos competências para vivermos como religiosos. Para viver como pessoas que amam a Deus mais que a tudo mais e ao próximo como a si mesmo, só com o auxílio de Deus. Sem Ele viveremos em ilusões. Nos apegaremos a regras religiosas e, por mais que sejam bíblicas, serão apenas regras e não poderão mudar nosso coração e nem nos farão capazes de lidar de forma certa com nossa própria natureza, isto é, resistir ao mal e nos apegar ao bem. Como disse Paulo aos Colossenses: “Essas regras têm, de fato, aparência de sabedoria, com sua pretensa religiosidade, falsa humildade e severidade com o corpo, mas não têm valor algum para refrear os impulsos da carne.” (Cl 2.23)

O fundamento da vida cristã é Jesus. Ele é o Deus Conosco, a insuperável revelação de Deus entre nós, trazendo-nos Sua graça e amor. O amor de Deus por nós é a semente de tudo que o cristianismo ensinado por Jesus realiza. Por isso Paulo disse que, sem amor, nada tem valor. Por esta razão Jesus não nos deixou um código de leis ou um conjunto de regras como forma de vivermos nossa fé. Ele nos convidou a segui-lo e avisou que isso envolveria lutas interiores (Lc 9.23). Ele disse que deveríamos permanecer nele, viver dele, confiar nele. E disse que não nos deixaria sozinhos, mas enviaria o Espírito da Verdade, o Espirito Santo (Jo 16.7). E Paulo compreendeu que não há fé em Jesus sem que se tenha como prova a presença do Espírito Santo na vida. Pois o Espírito é o selo de Deus em nós! E afirmou: “Se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo”(Rm 8.9).

Algumas religiões fizeram do Espírito Santo uma espécie de prêmio para os melhores. Uma experiência de diferenciação, que torna seus “possuidores” mais importantes do que os demais, que ainda não “alcançaram” essa bênção. De onde veio isso? Do ensino de Jesus é que não foi. Precisamos de mudanças interiores e em nossa forma de pensar. Precisamos aceitar a influência do Espírito Santo e, pela obediência e submissão, ser guiados por Ele. Ele nos conduz em toda verdade(Jo 16.13). Assim seremos transformados, de dentro para fora, superando a ilusão das aparências e a superficialidade das regras. Aprenderemos a amar e a fazer o que fizermos por amor. E não por interesse ou necessidade. Pela fé em Cristo recebemos o Espírito de Cristo para vivermos como verdadeiros seguidores a Cristo. Em 2016, desejo-lhe mais vida com o Espírito Santo. A prova será seu amor, humildade e compromisso com o Reino de Deus. Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com você.