Grupo de Orações online

Mais que palavras (Devocional – 11-Jan)

Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.” (Mateus 7.21)

Dev215Temos aprendido que, ser cristão, é viver como cristão. É estranho ao cristianismo inspirado por Jesus uma fé que é contradita na vida. Embora não sejamos perfeitos e sempre ficaremos aquém do completo cumprimento dos padrões divinos, há porém espaços que devemos preencher com obediência e compromisso. Há algo que nos é possível e, especialmente, porque temos a parceria do próprio Deus para que sejamos ajudados a fazer a vontade de Deus. A questão é: o que significa, exatamente, fazer a vontade de Deus?

Vivemos num mundo complexo e que se complica cada vez mais. A igreja e os líderes religiosos procuram ser os declaradores da vontade de Deus. E então as pregações e as doutrinas tornam-se guias. Há algumas em que, para viver segundo a vontade de Deus, não se pode usar maquiagem, ou não se pode ir à praia. Há quem condene qualquer consumo de álcool e, quanto ao sexo, há posicionamentos os mais diversos, envolvendo virgindade, masturbação, formas de se praticar o sexo no casamento, divórcio e alcançando até a produção independente – fecundação a partir de um banco de sêmen. Você certamente tem opiniões ou certezas sobre tudo isso e mais algumas outras questões. Mas, e quanto ao maior e a razão de todos os mandamentos? Se começarmos pelo mais importante, seremos melhor sucedidos na buscar pela vontade de Deus em todas as demais coisas.

Paulo entendeu que, aquele que ama o seu próximo está cumprindo a lei (Rm 13.8). O amor não pratica o mal contra o próximo (Rm 13.10). Os líderes religiosos judeus foram criticados por Jesus pois eram muito dedicados a aspectos formais de sua religião e esquecidos do amor e da misericórdia. A questão não é dizer “Senhor, Senhor”, que significa os aspectos teóricos e retóricos de nossa fé, mas fazer a vontade do nosso Pai que está nos céus. Se não estamos aprendendo a agir como quem ama a Deus e ao próximo, estamos distantes da vontade de Deus, ainda que estejamos rigidamente observando nossos preceitos doutrinários e praticando nossos ritos religiosos. O amor nos leva às mais profundas e necessárias transformações para vivermos como filhos de Deus. Em 2016, desejo que em, sua vida, haja bem mais que palavras. Que ela seja repleta de atitudes que comprovem o que você diz sobre Deus. Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com você.