Grupo de Orações online

Irar-se, mas não pecar! (Devocional – 17 de Maio)

“Quando vocês ficarem irados, não pequem. Apaziguem a sua ira antes que o sol se ponha, e não deem lugar ao diabo.” (Efésios 4.26-27)

A ira é um estado emocional a que todos estamos sujeitos, mesmo as pessoas mais calmas. Ela vem quando nos sentimos invadidos, desrespeitados, quando ficamos indignados com alguma coisa, ainda que não esteja relacionada a nós. Podemos nos irar também por razões egoístas: quando somos contrariados, por exemplo. A ira não segue um processo lento, pensado. É repentina e intensa! E, na maioria das vezes, não produz coisas boas, não resolve bem os problemas. Dar vazão à ira não é a melhor forma de lidar ou resolver conflitos. Quando irados, temos grandes chances de pecar, agindo com força desproporcional, não justificável e até mesmo destrutiva. A ira nos cega e não deixa espaço para a sensatez e a sabedoria. Nem sempre podemos evitá-la, por isso precisamos aprender a lidar com ela!

Como com as doenças, também em relação à ira a melhor abordagem é a prevenção. Devemos, de antemão, decidir que ficaremos sob controle. Precisamos desenvolver a capacidade de nos irar e não pecar. E podemos contar com a ajuda de Deus para isso. Note que o apóstolo não disse “se vocês ficarem irados” mas, “quando vocês ficarem irados”. Porque ficaremos! Mas não precisamos expor nossa ira e nem usá-la contra pessoa alguma. Não precisamos “soltar os cachorros”, se é que me entende! Quem deve lidar com a nossa ira não são os outros, mas nós mesmos! Ela é assunto nosso! Somos nós que precisaremos apaziguá-la e fazê-lo o quanto antes – este é o sentido da expressão “antes que o sol se ponha”.

A ira é uma resposta emocional importante e saudável. A falta dela pode nos adoecer! Mas, por causa do pecado, ela pode nos levar a agir contrariamente à vontade de Deus, pecando contra Deus e contra pessoas. É uma decisão errada abrigar e alimentar a ira. É algo destrutivo e perigoso pois é o mesmo que dar lugar ao diabo. E ele é especialista em usar nossas emoções contra nós e contra os outros. Diante da ira, supere a si mesmo, controle-se e acalme-se. Como escreveu Tiago: “Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar-se, pois a ira do homem não produz a justiça de Deus.” (Tg 1.19-20)