Grupo de Orações online

Igreja: corpo de Cristo (Devocional – 26 de Junho)

“Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo. Dele todo o corpo, ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função.” (Efésios 4.15-16)

Paulo inicia a carta Aos Efésios afirmando que, em Cristo, já fomos abençoados com toda sorte de bençãos espirituais nos lugares celestiais (Ef 1.3). Uma expressão difícil de compreender. Mas que, sem dúvidas, refere-se ao fato de que Cristo realizou uma obra completa para nossa salvação e vida cristã. Ele já fez tudo que não poderíamos fazer por nós mesmos. Agora a igreja, a quem Paulo repetidamente chama de Corpo de Cristo, precisa fazer o que ela pode fazer. Ela é chamada a agir em seu próprio benefício, pelo exercício dos dons que cada cristão já recebeu. Um exercício que promove amadurecimento e crescimento, até que alcancemos a estatura e maturidade de Cristo. Somos parte de algo maior que recebe o nome místico de Corpo de Cristo e existe na história para manifestar a presença do Reino de Deus.

A igreja não tem saúde sem amor e sem verdade. Sem que sigamos a verdade em amor. A verdade é mais que uma doutrina, é uma pessoa. Por isso a igreja cresce nele, em Cristo, e não em si mesma ou para si mesma. Seu crescimento pode envolver números, mas precisa envolver caráter e carisma. Ela cresce na proporção em que nos unimos e cooperamos. Assim ela experimenta a edificação de si mesma, porque Cristo já deu a ela, por meio de cada um de nós, o que é necessário para esse crescimento. Mas cada um precisa cumprir a sua função. Cada um deve servir como seu dom que Deus por natureza coloca no coração e capacita a cada filho, e isso devemos respeitar. Ninguém é dispensável. Ninguém é suficiente sozinho. Na igreja não deve faltar o que Deus nos deu para ela.

Enquanto aprendemos a funcionar como Corpo de Cristo somos transformados. Somos aperfeiçoados. Não devemos estranhar as dificuldades dessa jornada e os problemas que aparecem e as perseguições. Isso acontece em razão de que estamos em aperfeiçoamento. O modo como enfrentamos esses desafios e dificuldades é parte fundamental do processo. É em meio a eles que devemos amar, ser pacientes, bondosos e misericordiosos. Jesus formou uma pequena igreja com 12 participantes. Ele, o pastor perfeito, não teve uma igreja perfeita. O que esperamos ter, sendo quem somos ? simples pecadores e falhos. Mas podemos seguir juntos, aprender juntos, crescer juntos e ser edificados juntos. Podemos melhorar e assim honrar a Cristo que tudo fez para que, unidos, sejamos uma poderosa expressão de Sua presença.  Ouvir o mover do Espirito Santo de Deus e cumprir o que nos revela verdadeiramente.

Shalom e Paz e Bem pra todos irmãos