Grupo de Orações online

Fé, esperança e amor (Devocional – 03 de Julho)

“Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.” (1 Coríntios 13.13)
Fé, esperança e amor são três substantivos muito usados por Paulo em suas cartas. Ao orientar os cristãos das primeiras igrejas a viverem em honra a Deus, o apóstolo lhes falou desses três poderes que deveriam move-los através da história, no dia a dia, enquanto enfrentassem circunstâncias e se relacionassem com pessoas. Escrevendo aos cristão tessalonicenses, ele falou de como orava por aqueles irmãos: “Lembramos continuamente, diante de nosso Deus e Pai, o que vocês têm demonstrado: o trabalho que resulta da fé, o esforço motivado pelo amor e a perseverança proveniente da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo.” (1 Tessalonicenses 1.3) Ele associa fé a trabalho, esperança a perseverança e disse que todo esforço deve ser motivado pelo amor. Pois, na fé cristã, se não há amor, não tem valor.
Tiago dedica toda sua carta a nos exortar sobre o sentido prático da fé, sendo categórico ao dizer: “fé sem obras é fé morta” (Tg 2.26). Portanto, se cremos, agiremos. Seremos envolvidos e comprometidos. Nossa religiosidade muitas vezes nos faz ser gente cuja fé nos torna clientes de uma igreja, onde vamos para ser servidos e costumamos até reclamar do serviço. Esse não é o caminho cristão! E quanto à esperança, somos por ela guiados ao futuro, para as promessas dadas por Deus. O Reino de Deus superará o reino dos homens! Pela esperança devemos prosseguir para o alvo, como disse Paulo, “a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus” (Fl 3.14). Devido à esperança, devemos ser perseverantes. E é o amor que dá sentido a tudo. Por isso é o amor o maior dos três.
Cristo, que nos amou, que veio a nós por causa do Deus que nos amou tanto (Jo 3.16), nos mandou amar. Há muitas pessoas cheias de fé e ousadia, empreendendo coisas grandiosas em nome do que creem. Há muitas pessoas cuja perseverança parece ser de aço! Jamais desistem! Mas quantas pessoas são cheias de amor e motivadas por amor. É o amor que dá sentido cristão à fé, que corre o risco de ser apenas religiosa. É o amor que torna recompensável diante de Deus o esforço e a perseverança. Quão grande é a sua fé? Qual firme é a sua esperança? Ambas importam e muito. Mas, e quanto ao amor? Quando grande e firme é o seu amor? Pois dos três, o mais importante e que torna os demais uma qualidade cristã, é o amor!