Grupo de Orações online

Escolhendo o novo (Devocional – 15 de Maio)

“Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos, a serem renovados no modo de pensar e a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade.” (Efésios 4.22-24)

A vida cristã nos coloca diante do desafio de escolher mudar. Deus nos amou e nos deu Jesus. Pela fé em Cristo fomos reconciliados com Deus: Ele pagou a nossa dívida! Nos amou, sendo nós pecadores! Nele fomos levados para Reino de Deus e feitos filhos de Deus de um modo especial. Não apenas por temos sido criados por Deus, mas por recebermos, graciosamente, o direito de nos relacionar com Ele, viver em comunhão com nosso Criador. Porém, há algo importante que nos cabe: rever nossa vida e escolher as mudanças que nos capacitem a desfrutar tudo que Cristo conquistou para nós com Seu sacrifício.

Tenho uma boa biblioteca em minha casa. Todos os livros me interessam e podem enriquecer muito minha vida. Mas eu preciso me dedicar a ela para desfrutar o benefício. Moramos numa cidade linda e que muitos brasileiros não conhecem. Podemos desfrutar muitas coisas boas dela, sem qualquer custo, mas é necessário escolher isso, o que envolve prioridades e tempo. Na vida, há sempre algo que nos cabe fazer se quisermos nos beneficiar de oportunidades e direitos. De que adianta minha biblioteca se eu não ler seus livros? Que diferença faz o lugar que moro se não sei desfrutá-lo? Jesus nos abriu a porta da Casa do Pai, mas podemos escolher nos ocupar com outras coisas e não chegar a conhecer a alegria, o aconchego e a vida que há nela.

O velho homem representa um estilo de vida materialista e centrado no “eu”. Desinteressado de Deus e de Sua vontade. O modo de vida de quem não conhece ou não crê no que Deus nos ofertou em Jesus. O novo homem representa um outro estilo de vida! Nele o centro é Cristo e não eu. Nele eu creio e me interesso pelas ideias de Deus a meu respeito e a respeito da vida! Avalio meus hábitos e crenças de “velho homem” e escolho novos, ao estilo “novo homem”. Neste novo estilo a paz, a alegria, o amor e a esperança são verdadeiros e eternos. Deixar o velho pelo novo homem é amadurecer espiritualmente. Depende de mim pois, no que depende de Deus, tudo já foi feito. Avalie-se: que há de novo e que há de velho em sua vida?