Grupo de Orações online

Culto verdadeiro (Devocional Diária – 08-Set)

“Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês.” (Romanos 12.1)

Para algumas pessoas, ouvir que um templo não é a casa de Deus é algo duro demais. Consideram isso uma falta de respeito, embora até possam concordar que, de fato, não seja. Embora possam ler nas Escrituras que o templo, de fato, não é a casa de Deus e nem é a igreja! Também encontramos nas Escrituras o que significa cultuar. Cultuar não é participar de uma liturgia, de uma sequência de atos como cantar, orar, dizimar e pregar ou ouvir uma pregação. O que fazemos quando participamos de um momento litúrgico, ou pelo menos deveríamos fazer, é aprender a cultuar. O culto é nossa dedicação de vida a Deus. O culto é a nossa vida direcionada para Deus.

Paulo roga, evocando as misericórdias de Deus, que os cristão romanos cultuem a Deus. Ou seja, que vivam de maneira agradável a Deus. A leitura do capítulo doze apresenta uma sequencia “litúrgica” para a vida. Nela não cabe encenação. No que chamamos de culto, que é nossa liturgia no templo, cabe. Lá, se cantamos bem afinado e bonito, ainda que Deus não goste, as pessoas costumam gostar. Se sabemos falar bem e apresentamos uma mensagem bem articulada, com bons argumentos e, preferencialmente, com uma boa dose de humor, as pessoas elogiam. Embora Deus possa sentir náuseas! Mas o culto da vida é entre cada um de nós e Deus. É vida vivida com Deus. Isso jamais caberia num templo e não sobrevive de aparências!

Se nos lembrarmos mais disso nossos cultos no templo se tornarão cultos verdadeiros, pois estarão conectados com o culto de nossa vida. Se nos esquecermos seremos uma pessoa dentro do templo e outra fora. Não deve ser assim, pois isso é estranho ao Espírito de Deus. Ele é promotor de saúde e vida e isso seria uma doença. Infelizmente há muita fé doente enchendo os templos e deixando a cidade vazia da manifestação dos filhos de Deus. Da próxima vez que for a um templo, lembre-se que o mais importante será o modo como sairá de lá. Que seja para prestar um culto vivo, santo e agradável a Deus.

ucs