Grupo de Orações online

Como amigos (Devocional – 09 de Julho)

“Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido.” (João 15.15)

Somos amados por Deus. Isso já ficou claro para você? Acredita que Deus ama você, de verdade? Pois Ele ama! E é este o ponto de partida para uma vida de fé e uma existência saudável. Para que não transformemos nossa vida cristã em uma mera vida religiosa. E para que tenhamos sabedoria para viver de forma equilibrada, sem nos tornar pessoas sobrecarregadas, ainda que tenhamos muito trabalho a fazer e precisemos atender muitos compromissos. Ainda que nossa agenda esteja cheia, não precisamos dormir mal, viver estressados, sendo incapazes de desfrutar conversas calmas com amigos e do relacionamento familiar. Ouvi de uma pessoa certa vez: “Deus não me dá descanso”. E justificou descrevendo sua correria diária e suas viagens. Mas algo me chamou atenção: seu estado físico. Ela não me parecia muito bem. Não me transmitia uma sensação que me fizesse desejar uma vida parecida.
Acredito que nossa fé e relacionamento com Deus são de uma natureza que nos levam a uma vida equilibrada, mais marcada pela leveza que pelo peso, mais marcada pela calma que pelo atropelo. Afinal, somos amados por Deus! A vida sem Deus, sem a influência de Sua vontade é que nos desgasta e consome. Lembro-me de Marta e Maria, uma agitada e ansiosa e a outra desfrutando a presença de Jesus em sua casa. Jesus disse a Marta: “Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada” (Lc 10.41-42). Ao ler o texto de hoje tudo isso me ocorreu. Tenho um Senhor que me quer como amigo, mas me pergunto se já aprendi, se já amadureci o bastante para desfrutar Sua amizade.
E assim entender que segui-lo se parece mais com um relacionamento do que um emprego. Entender que Ele não me propõe uma lista de tarefas, Ele me chama a viver por um propósito e desfrutar Sua companhia. Pergunto-me se já me acostumei com Sua leveza e, como Ele, já sei aprender com os lírios do campo e as aves do céu. Ele é o Amigo dos amigos e vem em nossa direção. Eu não quero terminar a minha vida consumido pelo pecado e nem frustrado pela religiosidade. Quero termina-la feliz e grato por ter desfrutado uma amizade longa e cheia de bons momentos com meu Mestre. Sentindo a alegria de ter feito o melhor com as oportunidades e os recursos que Deus, graciosamente, me concedeu. Saberei escolher a melhor parte? Jesus nos quer como amigos. Não haveria tolice maior que rejeitar Seu convite e aprender a viver com Ele!