Grupo de Orações online

A fé, a vida e o templo (Devocional – 26-Jan)

“Como é feliz aquele a quem o Senhor não atribui culpa e em quem não há hipocrisia!” (Salmos 32.2)

 

Dev215Você frequenta algum templo cristão para celebrar o amor e a bondade de Deus? Espero que sim. Não é o ir ao templo que nos faz cristãos mas, como cristãos, ir ao templo e ser parte de uma comunidade cristã nos amadurece e fortalece. Não devemos abrir mão de um templo e de um grupo saudável de pessoas com quem possamos compartilhar a vida e a fé. A fé cristã é pessoal, mas não é individual. Ela nos envia aos outros e nos torna parte de algo maior que nós. Os outros não são dispensáveis para nós e nem nós para eles. Privatizar nossa vida cristã é pecar duplamente: contra nós mesmos e contra o nosso irmão, a quem devemos enriquecer com a nossa vida. Porém, não acredito que qualquer templo e qualquer comunidade sirvam. Há algumas que deveríamos evitar, pois mais nos adoecem que curam. Como fazer esse julgamento?

Veja a declaração desse salmo! Ele destaca duas coisas fundamentais na vida de fé saudável, que honra a Deus: coração limpo e sinceridade. Há comunidades de fé que creem e ensinam um evangelho que nos desvia da graça e do perdão libertador de Jesus. Por que? Porque ensinam um evangelho que ignora o ser humano e torna maldita a vida. Nele, tudo que é leve e alegre, tem cheiro de pecado. As expressões mais básicas e naturais de nossa humanidade são demonizadas e o seguidor dessa fé padece, indefinidamente, sob o peso de uma culpa sem solução. Sem solução porque não se trata de uma culpa verdadeira, aquela que nos chega pela ajuda do Espírito Santo que nos convence do pecado. Mas de uma visão maniqueísta da vida e do próprio Deus. Uma culpa fabricada pela doutrina e, para este tipo de culpa, não há saída. Resta apenas a hipocrisia. E muitos, procurando ser santos, tornam-se hipócritas.

A hipocrisia é o destino inevitável de quem tenta corresponder a um evangelho daquele tipo. Ele gera um tipo inusitado de hipocrisia em alguns: uma hipocrisia sincera! A pessoa está apenas negando algo em si, camuflando, mas acredita que mudou. É sincera sua crença, mas é ilusória sua espiritualidade. Rigidez e facilidade de julgar os outros são sintomas complementares do quadro. O chamado da fé cristã e o sentido do templo é bem outro. Viver esse chamado nos faz voltar do templo em paz, com o coração limpo aos olhos de Deus. E mais fortalecidos para viver de forma sincera, verdadeira, diante do nosso irmão. Essa é a obra do Espírito Santo. Esse é o Evangelho de Cristo Jesus! Não deixe de ir ao templo e reflita sobre o modo como tem voltado de lá.